28 de abril de 2017

[Filme] O Lar das Crianças Peculiares

Ficha técnica:
Direção: Tim Burton
Elenco: Eva Green, Asa Butterfield, Samuel L. Jackson 
Gêneros: Aventura, Família, Fantasia
Nacionalidades: EUA, Bélgica, Reino Unido
Duração: 2h03min

Sinopse:
Após a estranha morte de seu avô (Terence Stamp), o jovem Jake (Asa Butterfield) parte com seu pai para o País de Gales. Lá ele pretende encontrar a Srta. Peregrine (Eva Green), atendendo ao último pedido do avô, que lhe disse que "ela contará tudo". Só que, ao chegar, descobre que o local onde ela viveria é uma mansão em ruínas, que foi atingida por um míssil durante a Segunda Guerra Mundial. Ao investigar a área, Jake descobre que lá há uma fenda temporal, onde a Srta. Peregrine vive e protege várias crianças dotadas de poderes especiais.

Desde pequeno Jacob sempre ouviu de seu avô histórias que envolviam monstros. Mas não era qualquer história, era a história da vida do vovô Portman. Ele foi criado em um orfanato e narra – com o auxílio de fotos – o que viu e ouviu junto com as outras crianças que moravam ali. Conforme cresce, Jake deixa de acreditar nessas histórias e é convencido pelos adultos da família que vovô Portman está ficando biruta. 

Um dia, ao chegar à casa do avô para visitá-lo, Jake se depara com o local todo revirado. Ao procurar o avô encontra-o caído nos fundos da propriedade. Entre suas últimas palavras ele deixa uma estranha orientação para o neto: ele deve procurar a Ave na ilha onde o avô passou a infância e ela lhe contará tudo. 

Então Jake e seu pai partem para o País de Gales na esperança de descobrir o que aconteceu. Porém, ao chegar lá Jacob se depara com o orfanato em ruínas. No local onde está hospedado descobre que um míssil atingiu a casa durante a Segunda Guerra Mundial e ninguém sobreviveu. O garoto então resolve explorar o local na tentativa de encontrar algum objeto que esclareça o enigma da morte de seu avô. Chegando lá encontra algumas crianças um tanto diferentes e conforme explicam a Jake quem são ele decide acompanha-las. Eles retornam ao dia 3 de setembro de 1940, ao orfanato onde o avô de Jake foi criado. É aí que o garoto começa a descobrir como de fato foi a infância do e por que aquelas crianças são tão diferentes.



Com um cenário incrível e caracterização impecável, Tim Burton nos surpreende mais uma vez com uma mega produção. 
Eva Green interpreta muito bem o papel da diretora de orfanato que faz o possível para proteger suas crianças.  Porém, no filme a personagem me pareceu muito mais super protetora e às vezes muito rígida com as crianças. Algo muito compreensível para alguém que conhece o perigo ao qual seus protegidos estão expostos.  
Jake é um garoto corajoso e determinado a descobrir o significado das últimas palavras de seu avô. Após descobrir como era a vida do vovô Portman no orfanato e tudo o que ele fez nosso protagonista gosta ainda mais de seu avô e se arrepende por ter deixado de acreditar nele. É notável a saudade que todos sentem de Abe e em algumas cenas dá um aperto no coração. 

Gostei da adaptação, o final é diferente do livro, mas muito bom. A sinopse não faz jus à história. É o tipo de filme que você pode assistir em qualquer companhia (família, amigos, namorado, cachorro, gato). Quando ler os outros livros da série vou poder dar uma cara aos personagens e é isso que acho bacana nas histórias adaptadas para as telonas: você lê o livro e imagina o personagem como o ator que o interpretou.