25 de maio de 2017

[Resenha] Mentirosos - E. Lockhart

"Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais.
Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.
'Mentirosos' é um suspense moderno e sofisticado, impossível de largar até que todos seus mistérios sejam desvendados. Ao mesmo tempo, a prosa lírica e o estilo seco e denso o fará mergulhar de cabeça no mundo dos Sinclair e nas crescentes angústias de Cadence — para então vir à tona completamente impactado."


Os Siclair são uma família rica, tradicional e e tem um padrão físico: todos são brancos, altos e loiros. Logo se importam muito com a imaculada imagem da família. Eles possuem uma ilha particular onde passam todos os verões. No verão dos quinze anos de Cadence, a neta mais velha e futura herdeira, ela sofre um acidente e passa a ter amnésia seletiva e fortes dores de cabeça. Assim, nossa protagonista não se lembra de nada que aconteceu naquelas férias.

10 de maio de 2017

[Resenha] A garota no trem - Paula Hawkins

"Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor.   
Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas.
Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 
Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado."

Todos os dias Rachel pega o trem das 8h04 em direção a Londres. Por conta do trajeto sempre passa atrás da rua onde morava com Tom, quando ainda eram casados. Mas não é sua antiga casa ou os novos moradores que ela observa, e sim Jess e Jason (o nome que ela mesma deu a eles), o casal que mora no número 15. Rachel fantasia a vida deles e constrói em sua mente o relacionamento perfeito do casal que ela sequer conhece. Até que um dia ela vê uma cena um tanto curiosa e poucos dias depois descobre que Jess – que na verdade se chama Megan – desapareceu.

“Observar desconhecidos na segurança do lar, por algum motivo, me traz uma sensação de tranquilidade.”  Rachel

28 de abril de 2017

[Filme] O Lar das Crianças Peculiares

Ficha técnica:
Direção: Tim Burton
Elenco: Eva Green, Asa Butterfield, Samuel L. Jackson 
Gêneros: Aventura, Família, Fantasia
Nacionalidades: EUA, Bélgica, Reino Unido
Duração: 2h03min

Sinopse:
Após a estranha morte de seu avô (Terence Stamp), o jovem Jake (Asa Butterfield) parte com seu pai para o País de Gales. Lá ele pretende encontrar a Srta. Peregrine (Eva Green), atendendo ao último pedido do avô, que lhe disse que "ela contará tudo". Só que, ao chegar, descobre que o local onde ela viveria é uma mansão em ruínas, que foi atingida por um míssil durante a Segunda Guerra Mundial. Ao investigar a área, Jake descobre que lá há uma fenda temporal, onde a Srta. Peregrine vive e protege várias crianças dotadas de poderes especiais.

Desde pequeno Jacob sempre ouviu de seu avô histórias que envolviam monstros. Mas não era qualquer história, era a história da vida do vovô Portman. Ele foi criado em um orfanato e narra – com o auxílio de fotos – o que viu e ouviu junto com as outras crianças que moravam ali. Conforme cresce, Jake deixa de acreditar nessas histórias e é convencido pelos adultos da família que vovô Portman está ficando biruta. 

16 de abril de 2017

Indicação de livros

Olá, pessoas, tudo bem com vocês? O vídeo de hoje traz a indicação de cinco livros e como ainda teremos alguns feriados pela frente, essa é a oportunidade perfeita para ler muito livro bom. Ficou curioso? Então dá o play!


12 de abril de 2017

Páscoa - símbolos e significados

Olá, pessoas, tudo bem com vocês? A Páscoa se aproxima e, por isso, o post de hoje é sobre os símbolos e significados dessas data tão especial, principalmente para nós, cristãos. Tentei reunir as informações que achei mais importante e que despertam mais curiosidade nas pessoas. Espero que gostem :)



A Páscoa começou a ser celebrada há mais de dois mil anos. Do hebreu Pessach, significa "passagem" e comemora a libertação dos judeus da escravidão imposta pelos faraós do Egito após 300 anos de aprisionamento.
Também é a principal festa cristã e comemora a ressurreição de Cristo, crucificado para que os homens vivessem em liberdade.

9 de abril de 2017

[Resenha] Samantha Sweet, executiva do lar - Sophie Kinsella

Para retomar o canal no Youtube hoje temos a resenha de um livro divertido, mas com uma lição das boas: Samantha Sweet, executiva do lar, de Sophie Kinsella.



Compare e compre: Amazon| Saraiva| Submarino| Cultura 

29 de março de 2017

Olá, liberdade!



De repente o humano abriu a porta de gaiola. No início achei estranho por que ele fazia isso apenas quando me dava água ou comida, mas depois percebi que ele fez isso para que eu pudesse sair. Finalmente estava livre. Podia ir para onde quisesse e quem sabe encontrar outros da minha espécie. Saí por aí olhando a cidade e tudo que acontece nela. Ah, como é bom poder voar! Esperei por esse momento durante tanto tempo que mal acreditei que estava acontecendo.